Primeiro Passo

Mostra Paulínia Magia do Cinema

Ano passado aconteceu à primeira mostra de filmes para a população, sem fins lucrativos, com o objetivo de proporcionar entretenimento e cultura para a população dentro do projeto Paulínia Magia do Cinema.

O cinema é um dos grandes difusores da cultura de um povo.

– Estiveram presentes mais de 50.000 mil espectadores.

– Foram exibidos mais de 60 filmes, que teve curadoria de Rubens

Ewald Filho, consultor do projeto.

– Participação dos atores Ney Latorraca, Lima Duarte, Kito Junqueira e José de Abreu, que realizaram workshops, no qual falaram sobre suas carreiras e responderam a perguntas do público presente.

– Participação dos cineastas Fernando Meirelles, Aníbal Massaini Neto, Marcelo Machado, Tocha Alves e João Batista de Andrade (ex- Secretário de Cultura do Estado de São Paulo).

– A atriz Deborah Secco, foi mestre de cerimônias no encerramento da mostra.

Pólo Cinematográfico de Paulínia

A criação do pólo Cinematográfico de Paulínia é a materialização e o coração do Projeto Paulínia Magia do Cinema, pois centraliza fisicamente e operacionalmente uma moderna estrutura de produção, treinamento, de exibição de acervos, educação e cultura. Incentivando e facilitando as produções audiovisuais Contempla:

– Estúdios Menina de Ouro M’Douro
– Escola magia do Cinema
– Paulínia Film Commission
– Escritórios temporários
– Museu da Imaginação
– Theatro Municipal de Paulínia
– Mostra de filmes Paulinia Magia do Cinema
– Fundo de Fomento à Produção Audiovisual

 

Em breve ainda contaremos com um museu!

Será um centro Nacional de Cinema, Rádio, Televisão e Mídias.

Será um museu dedicado à preservação, educação e inspiração sobre as artes, técnica e talentos ligados à produção de imagens em diferentes suportes. No museu um permanente diálogo entre a tecnologia e a linguagem estabelece a transformação nas mídias e nas maneiras como aprendemos a ver o nosso mundo através delas. Cinema e televisão são as tecnologias que mais transformaram o mundo no século XX, sua linguagem hoje é mais difundida do que a alfabetização, e seu poder é comparável a qualquer outro. Será um lugar onde se aprenda e celebre aquilo que as mídias audiovisuais têm em comum, que é a sua linguagem, técnica e história matriz.

O projeto é do Museum Maker – Marcello Dantas criador do bem sucedido “Museu da Língua Portuguesa” em São Paulo – em seis meses mais de meio milhão de pessoas conheceram o museu.

 

 

 

 

Sobre nós

Paulínia – Magia do Cinema

“Paulínia – Magia do Cinema” tem o objetivo de possibilitar o desenvolvimento de um novo segmento econômico, a promoção do turismo cultural e de negócio e o incremento da cultura,  tendo como consequência a geração de empregos, diretos e indiretos, mediante a capacitação profissional da população local na área de entretenimento por meio  do desenvolvimento e implantação da indústria do cinema.

O Município de Paulínia vem sendo reconhecido como o maior polo petroquímico da América Latina.

Ocorre, contudo, que o Administrador Público, tem o dever de levar em consideração que sua arrecadação não pode ficar dependente, única e exclusivamente, de uma única fonte de receitas.

Dentro desse contexto é que ele idealizou o Projeto “Paulínia Magia do Cinema”, no ano de 2005, para diversificar a fonte de receitas da cidade de Paulínia, opção essa que nos remete à capacitação da população paulinense na área de entretenimento, gerando oportunidades para, em decorrência, a criação de empregos diretos e indiretos.

O “Paulínia Magia do Cinema”, irá incrementar as atividades culturais do Município, com reflexo no aspecto turístico, atraindo milhares de pessoas, fazendo com que o comércio local intensifique as suas atividades e, consequentemente, haja um aumento na arrecadação das receitas tributárias próprias municipais.

Veja-se o exemplo de Hollywood, em Los Angeles/CA e da Universal Studios e MGM Studios, em Orlando/FL, ambos nos Estados Unidos, onde estão localizados os grandes estúdios de cinema, sendo alguns dos destinos de viagens mais procurados pelas pessoas do mundo inteiro, que sonham em visitar suas cidades cenográficas, movimentando o comércio, as indústrias hoteleiras, de alimentação, de turismo, etc. Na Florida, o turismo é considerado sua maior indústria, com lucros estimados em US$ 57 bilhões ao ano.

Nesta esteira, importante ressaltar a abertura de um novo campo de atividades profissionais no Município de Paulínia, ligadas à atuação cênica, tais como: cenografia, fotografia, figurino, roteiro, montagem, sonografia, etc.

Ademais, o cinema é um veículo de transmissão de idéias e pensamentos, além de ser uma forma de entretenimento e diversão. Filmes e vídeos são capazes de atrair um grande público, provocando debates e promovendo ações que envolvem a comunidade, criando uma marca regional de interesse nacional.

A prefeitura Municipal de Paulínia, através da Secretária de Cultura, pasta da Secretaria de Cultura, Tatiana Stefani Quintella, está coordenando este projeto. Tatiana Stefani Quintella tem alta capacitação para o exercício do cargo, em razão da sua longa experiência obtida durante anos atuando nessa área como executiva de marketing da Warner Bros. e Columbia Tristar/ Sony Pictures, razão, inclusive, de sua identificação com o projeto denominado “Paulínia – Magia do Cinema”.

  1. A) SÍNTESE DO PROJETO

O projeto “Paulínia – Magia do Cinema”, envolve:

  1. a) Construção de estúdios de filmagens;
  • serão construídos 4 estúdios cinematográficos de 1200, 900 e dois de 600 metros quadrados, dentro do pólo com parceria público privada, para realização de produções audiovisuais nacionais e internacionais.
  • o cinema é um dos grandes difusores da cultura de um povo, gera economia, renda e será mais um aliado na promoção do Município de Paulínia no cenário nacional e internacional;
  • Pesquisas internacionais situam o cinema como o segundo produto cultural  mais consumido, perdendo, apenas, para a televisão. O cinema leva ao mundo inteiro a cultura daquele povo que o faz, leva a sua língua, a sua gente, os seus costumes e a sua música;
  1. b) Escritórios temporários para empresas produtoras;
  • Com uma estrutura completa, os escritórios abrigarão as empresas produtoras. Gerando maior agilidade nas produções.
  1. c) Oficinas permanentes para treinamento de artistas e técnicos em produção audiovisual;
  • contando com a parceria de escolas nacionais e internacionais, implementaremos as denominadas “oficinas permanentes”, oportunidade em que desenvolveremos cursos de especialização e formação de atores e profissionais na área de audiovisual, com foco em cinema, tais como:
    • assistente de câmera;
    • assistente de cenografia;
    • assistente de diretor;
    • assistente de montador;
    • assistente de operador de câmera de animação;
    • assistente de produtor;
    • diretor de fotografia;
    • diretor de produção cinematográfica;
    • editor de áudio;
    • eletricista;
    • figurante;
    • figurinista cinematográfico;
    • outros.
  1. d) Museu nacional de cinema, rádio e
    televisão;

O cinema é uma indústria geradora de mitos e de memória. Bem guardados e conservados, os objetos representativos dessa memória adquirem enorme valor com o passar do tempo. Nesse sentido ocorre a criação de um Museu do Cinema e das Comunicações no Município de Paulínia, cujo ponto de partida são películas, figurinos, peças e imagens das produções cinematográficas municipais e nacionais.

  • o museu, como instituição permanente, deve ser entendido como um prestador de serviços colocado à disposição da sociedade e de seu desenvolvimento, criado para conservar, estudar e valorizar, pelos mais diversos modos, coleções de interesse artístico, histórico, cultural e técnico, destinadas à pesquisa, comunicação e exibição  para finalidades do estudo, instrução e apreciação, a evidência material dos povos e seu ambiente;
  • no museu de Paulínia, disponibilizaremos para a sociedade:
  • armazenamento de material e equipamento pertencente ao pólo;
  • exposições temporárias ou permanentes sobre a história do cinema, rádio e televisão;
  • realização de cursos, seminários, “work shops’, debates e fórum do cinema e do audiovisual.
  • com essa iniciativa, incentivaremos as atividades educacionais entre a comunidade profissional e o público, decorrendo daí a divulgação do Município;
  • no pavimento térreo do edifício atualmente utilizado como sede da Administração, será instalado o museu do cinema, rádio e televisão, sendo que, no andar superior, serão instalados os escritórios temporários para as empresas produtoras a que nos referimos anteriormente;
  • a sede da Administração Pública será transferida para outro prédio cujas obras encontram-se em fase de conclusão.
  1. e) Realização de festivais tendo por palco o Teatro Municipal que está em fase de construção;
  • com a realização de festivais, nacionais e internacionais, propiciaremos a formação de platéias, bem como incentivaremos as atividades educacionais junto à comunidade local;
  • por outro lado, com a realização dos eventos, estaremos divulgando o Município como pólo de atração turística;
  • como exemplos dessa magnitude, podemos citar as bem sucedidas experiências vivenciadas por cidades como Gramado, Goiânia, Rio de Janeiro e Brasília que possuem projetos não tão completos como o do Município e mesmo assim são extremamente sólidos, que sem dúvida contribuíram para  o desenvolvimento, não só do calendário cultural brasileiro, assim como para o desenvolvimento de seus respectivos municípios em vários setores, inclusive com divulgação internacional de seus festivais;
  1. f) Projetos de leis de fomento à produção audiovisual.
  • com essa medida descentralizaremos a produção nacional, bem como atrairemos novos investidores para o desenvolvimento do projeto.
  1. g) “Film Commission”
  • “Film commissions” com origem na língua inglesa, define um órgão do governo, seja ele municipal, estadual, regional ou federal, são entidades existentes em todo o mundo, que divulgam as potencialidades de uma determinada região com o objetivo de atrair para esta localidade a realização de obras audiovisuais.
  • “Film Commission” é um agente facilitador que presta serviços gratuitos, tais como:
    • fornecimento de informações detalhadas sobre as condições e locais para filmagens;
    • prestação de suporte.
    • Serviços de profissionais para contratação;
    • Locais para locação;
    • Fornecimento de fornecedores para serviços e compras do município;
    • Estuda os problemas da produção e oferece soluções.
    • Oferece de informações a respeito das licenças e autorizações necessárias para as filmagens.
  • Associação Internacional de Film Commissions – AFCI, congrega cerca de 300 Film Commissions dos 43 países filiados. E no Brasil temos a de Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Manaus (AM) e futuramente  Paulínia (SP).
  • A “Paulínia Film Commission” irá agregar os seguintes valores, como : recursos humanos, naturais / físicos, técnicos e legais, que constituem diferenciais competitivos no que concerne à produção audiovisual.
  • O objetivo principal é facilitar, atrair e incentivar produções de filmes, novelas, séries, documentários, filmes publicitários, entre outros, a utilizarem em suas locações, os cenários e serviços do Município de Paulínia, de forma a promover o turismo e, com ele, incentivar o desenvolvimento econômico através da utilização da mão de obra, da infra-estrutura local e de vários outros serviços essenciais à indústria nacional;
  • Não se pode olvidar que esses eventos atrairão produções audiovisuais no Município, lidando com empresas e instituições da indústria cinematográfica nacional e internacional, intermediando as relações entre produtores e os prestadores de serviços locais, visando a promoção e visibilidade de imagens, locações e cenários locais.
  1. B) AÇÕES JÁ REALIZADAS

Logo após o lançamento oficial do projeto, foi desenvolvido e rodado no Município o primeiro filme denominado “TOPOGRAFIA DE UM DESNUDO”,com direção de Tereza Aguiar e roteiro de Ariane Porto, contando, em seu elenco, com artistas de renome, tais como, Ney Latorraca, Lima Duarte, Gracindo Júnior, José de Abreu, além de 230 (duzentos e trinta) figurantes selecionados dentre a própria população.

Esse filme resgata um acontecimento importante na história brasileira, conhecido como “operação mata-mendigos”, ocorrido na cidade do Rio de Janeiro, na década de 60, no governo de Carlos Lacerda, que tinha por objetivo “limpar” a cidade para receber a visita da rainha Elizabeth da Inglaterra. Com essa operação, os mendigos foram retirados da capital carioca, sendo que muitos deles foram assassinados. Essa operação foi abafada, porém veio à tona quando os corpos, de vários deles, apareceram boiando nos rios Guandu e da Guarda, revelando o método bárbaro da limpeza da cidade.

  1. C) AÇÕES FUTURAS

As ações futuras visando a implementação global do projeto, envolvem:

  • término do Teatro Municipal para darmos início à realização de festivais;
  • implementação do Museu do Cinema, Rádio e Televisão, bem como, no mesmo local, dos escritórios temporários para as empresas produtoras, tão logo tenhamos concluído as obras do prédio que irá abrigar a Administração Municipal;
  • início das oficinas permanentes para treinamento de artistas e técnicos em produção audiovisual;
  • construção dos estúdios cinematográficos;
  • viabilizar a instalação no local, de várias empresas com atividades correlatas à produção de filmes, como forma de minimizar o custo das produções cinematográficas;
  • Iniciar as produções de Paulínia através da lei do Fundo Municipal de Cultura e dos incentivos fiscais, para as empresas de Paulínia.
  • Instalação da Film Commision – departamento de Cinema, que irá facilitar, atrair e incentivar produções de filmes, novelas, séries, documentários, filmes publicitários, entre outros, a utilizarem nossas locações, os cenários e serviços do Município de Paulínia, de forma a promover o turismo e, com ele, incentivar o desenvolvimento econômico através da utilização da mão de obra, da infra-estrutura e comércio local e de vários outros serviços essenciais à indústria nacional

Segundo dados obtidos junto à Price Waterhouse Coopers,  a indústria mundial de cinema crescerá 7,1% ao ano de 2005 a 2009, com faturamento global de U$$ 119 bilhões, sendo que o maior índice de crescimento será registrado na região da Ásia/Pacífico, seguida pela Europa Oriental e América Latina.

No que concerne ao desenvolvimento da arte cinematográfica no Brasil, podemos apresentar os seguintes dados:

  • faturamento de R$77,5 milhões em 2005;
  • público estimado em 11,3 milhões de pessoas;
  • 51 novas produções no ano passado;
  • 221 novas produções de 2000 a 2005;
  • 120 festivais com público de 2,5 milhões de espectadores;
  • 1,7 mil salas de cinema;
  • 10% da programação e da venda de ingressos no Brasil.